Páginas

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Leanne Benjamin




Ela lembra a Amy Winehouse !


Prometi que faria um post sobre ela e aqui está. Ela é a bailarina do primeiro vídeo de repertório que assisti no Youtube (daí começou o meu vício diário), ela dançava Coppelia pelo Royal Ballet, em 2000. E fiquei curiosa porque não a via em nenhum outro vídeo. Assistia a Cojocaru, A Makharova, a Obrastskova... e nada dela. E ela também é desconhecida dos blogs de ballet. Por isso resolvi pesquisar um pouco sobre a história dela e sua carreira.

Leanne é australiana e começou a treinar com Valerie Ransen até os 16 anos, quando entrou na Royal Ballet School. Ganhou a medalha Adeline e o Prix de Lausanne, ingressando na companhia em 1982, quando no desempenho anual da escola, dançou Giselle no papel principal, juntando-se SWRB (Sadlers Wells Royal Ballet). Dois anos depois foi promovida a solista, e em 1984 assumiu o cargo de diretora da companhia.

Já dançou os mais diversos repertórios, desde os clássicos, até aqueles menos conhecidos. Só pra se ter uma idéia, de 30 anos de carreira dessa bailarina.

Coppelia - Swanilda (seu mais famoso repertório)
Lago dos Cisnes - Odette/Odile (deve ter dado um baanho como a Odile!)
La Fille Mal Gardé
A Bela Adormecida - Aurora 
Cinderella
Anastasia
O Passaro de Fogo
Flores da Floresta
Romeu e Julieta - Julieta/Lívia
Jewels - Esmeralda
La Bayadere - Nikiya
Don Quixote - Kitri
O Quebra-Nozes - Fada Açucarada
The Ring - Brunilda

 
Arrasou na foto !

 E muuuitos outros repertórios, a maioria desconhecidos. Sobre sua vida pessoal, não encontrei muita coisa. O que se tem é que ela é casada com Tobias Round, gerente do Donmar Warehouse e tem um filho , Thomas.


Leanne em O Pássaro de Fogo

Leanne em Jewels como Esmeralda

Aqui, o vídeo mais famoso de sua carreira: dançando Coppelia, em 2000, pelo Royal Ballet.



Beijos*

sábado, 13 de agosto de 2011

O palco é tudo

Gente, voltei a me apresentar ! Começou ontem a temporada de apresentações que eu vou fazer junto com as Deusas do Harém. Voltei ao mesmo lugar em que dancei naquela vez em eu chorei achando que fui mal e tals... E vou dizer uma coisa: nunca senti tanta falta do palco ! É tão bom dançar, estar em cena como dizem os atores. È muito bom levar a dança pra outras pessoas, outros lugares. Digo que mesmo que um dia eu tiver que largar a dança, vou levar comigo para sempre as lembranças do palco.

 E me lembro muito bem da primeira vez: a foto do layout acima foi tirada justamente nesse momento. Já faz dois anos, mas nunca me esqueço. Foi como se eu tivesse uma única chance de estar ali, aproveitei cada segundo. As luzes, a platéia, tudo era muito novo pra mim e eu não tinha experiência nenhuma, mas os aplausos do público fizeram com que eu me sentisse a melhor das bailarinas. O palco é tudo !

Ontem foi super legal ! Naquele mesmo lugar da minha última apresentação que eu me achei terrível, dancei de novo. E dessa vez eu fui decidida a dançar de verdade. E eu acho que foi isso que eu fiz, pelo menos me senti muito feliz quando acabou. Ganhei até fã-clube (umas crianças que gritavam de alegria quando eu entrava rsrsrsrs) e um convite pra dar aulas de dança do ventre para os idosos ! Tô muito feliiiiiz x:D, nem sabem o quanto ! Eu amei ter voltado a me apresentar, quero dançar hoje de novo, e amanhã, e depois de amanhã....

Estas são algumas das fotos de ontem:




                                                           Beijos e até a próxima !

domingo, 7 de agosto de 2011

Pagar alguns micos ...

Faz parte da vida de qualquer artista. Eu mesma que o diga !
Acho que não existe um artista que não tenha um mico de palco pra contar. E com os bailarinos isso é a coisa mais normal do mundo. Tipo, tem uns micos de dança do ventre que são inevitáveis: o véu enroscar, o cinturão cair, a vela da taça apagar... E olha que todos esses já aconteceram comigo !
E os micos baléticos ? Você tá lá dando seu maior show nos fouettés e ... BUF ! Ou então tá lá na diagonal nos grand jetés, tropeça e ... adeus terminação perfeita . Sem falar de cair da pirueta e tals (eu já caí de várias no meio da aula).
Isso é super normal. Essas coisas acontecem com artistas de todos os tipos, vale pra experiência profissional. Se passar por essa situação, vai saber como evitar da próxima vez. Só pra citar os que já paguei dançando :

01- A saia começou a cair no meio da apresentação de fim de ano. Disfarcei, é claro.
02- Meu acessório de cabelo voou no palco. E eu arranquei com mecha de cabelo e tudo !
03- Dancei ballet com um bindi enorme na testa (aquele terceiro olho indiano). Esqueci de tirar na correria !
04- Fiz a pose final e a música não acabou . Eu ensaiei, eu juro !
06- As velas das minhas taças apagaram no meio da coreografia. Detalhe básico: eu estava bem na frente.
07- Entrei pra dançar e o som deu um pane. Acho que eu fui pé frio x:D

Esse é o maioral... Foi numa festa da família, paguei dois micos de uma vez: me embolei com o véu (tava ventando pra caramba) e a música deu um pane. Tinha uma certa hora que a música parava mesmo mas tava demorando super pra começar de novo e eu fiquei lá enrolando. Terrível, rsrsrs.
Só o início da filmagem é ao contrário mesmo, depois volta ao normal . Reparem o que o pessoal fez com o meu véu no final !


video





E vocês, quem tem algum mico bailarinístico pra contar ?

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Help !





Oi gente, preciso de uma ajudinha de vocês. Criei o blog do meu grupo de dança do ventre, Deusas do Harém, seu puderem sigam : http://www.deusasdoharem.blogspot.com/ , lá vai ter tudo sobre o grupo e o trabalho que fazemos com as senhoras, além de fotos das apresentações e aulas. Tá no início, vou atualizando aos poucos, mas quem puder dá um help !

Beijos*